Trauma e luto impossível sobre a clínica contemporânea dos pacientes limítrofes

R$ 89.00

Autora: Luiza da Costa Mendes

Disponibilidade: 7 em estoque

Categoria:

Este trabalho consiste numa discussão sobre o destino do objeto nas patologias limítrofes diante das dificuldades envolvidas nas relações primárias com o objeto absolutamente necessário no início da vida psíquica. Quando este objeto falha sucessivamente em desempenhar suas funções, em um momento muito primitivo de despreparo subjetivo, a constituição psíquica é marcada por traumas que impedem o luto e também o que André Green cunhou de o ‘trabalho do negativo’. A desorganização no interior do aparelho psíquico que decorre deste processo, impede a construção de um espaço de ausência fecundo para o surgimento de representações que estruturam o pensamento. O mecanismo de clivagem consiste, então, em uma saída malsucedida nestas patologias, enquanto a idealização, por sua vez, representa uma estratégia defensiva que confere ao objeto uma posição inacessível, rígida e fixa, ação que entrava o trabalho de luto, resultando, assim, no entupimento do espaço pessoal e na obstrução do pensamento.

Peso 0.200 kg
Dimensões 14 × 1.1 × 21 cm

sobre

  • Quem somos

  • Conselho Editorial

  • Seja um autor

políticas

  • Privacidade

  • Compras, envios e devoluções

  • Contato

siga-nos